lisbon-2543511_1280.jpg

Fonte: http://bpiexpressoimobiliario.pt
Deolinda Palma vive em Alfama, tem 54 anos e ficou oficialmente desempregada há ano e meio. Tal como muitos moradores deste bairro histórico da capital, a antiga ‘cuidadora’ de idosos lamenta que alguns dos seus vizinhos de sempre tivessem partido para outras bandas, forçados pela pressão imobiliária e o fenómeno do alojamento local (AL). No reverso da medalha está, porém, uma aliciante que assenta precisamente neste fenómeno e que é agora o seu ganha-pão: faz limpezas a €15 por apartamento, um valor que chega a multiplicar por três em dias bons, dias esses que são cada vez mais habituais com a sazonalidade turística cada vez mais esbatida em Lisboa.Deolinda faz parte dos 13.439 postos de trabalho (diretos e indiretos) que foram criados só em 2016 na Área Metropolitana de Lisboa, um cálculo feito por um estudo do ISCTE (e com o apoio do Turismo de Portugal) encomendado pela AHRESP (Associação de Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal) e que foi esta semana divulgado em Lisboa.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s